ambiente

Notícias

Versão para impressão    Voltar

14/03/2017 - Meio Ambiente

Justiça proíbe uso de agrotóxico Mertin 400 em lavouras de arroz irrigado no RS


Imagem/Portal Brasil
Imagem meramente ilustrativa

A pedido do Ministério Público em ação civil pública ajuizada pela Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Porto Alegre, a Justiça deferiu parcialmente liminar determinando multa de R$ 1 milhão mensais quando o produto Mertin 400 for encontrado em lavoura de arroz irrigado no Estado do Rio Grande do Sul, independentemente da quantidade de unidades produtoras, em fiscalização a ser realizada pelo técnicos da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Irrigação - Seapa, com auxílio de outros órgãos ambientais.

Conforme o juiz Ramiro Oliveira Cardoso, a decisão deve-se ao “evidenciado risco ao meio ambiente e à própria saúde humana, vez que o Mertin 400 está sendo indevidamente usado na cultura de arroz irrigado desde 2013”.

A empresa Syngenta Proteção de Cultivos Ltda, responsável pelo Mertin 400, tem um prazo de 60 dias para proceder ao recolhimento do produto.

Conforme o promotor de Justiça Alexandre Saltz, o MP avalia a possibilidade de recurso da decisão, já que não foi determinada a proibição da comercialização do produto.


Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul
Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 - Porto Alegre - CEP.: 90050-190 - Tel.: (51) 3295-1100
Horário de atendimento ao público externo e funcionamento: 08h30 às 18h00